Páginas

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Um imprevisto

Um desejo, não velho mas o constante - estar consigo mesma. Um estado de encontro, encontro do que é indispensável. Não só a pele gélida se é sentida, as palavras em forma de olhar também. É admissivel que se busque liberdade, essa tal liberdade de poder ser quem realmente se é, seja essa a sua ou a minha verdade.


" ...Mais do que palavras, eu quero sempre mais que ontem . "

2 comentários:

  1. amiga qnt tempo não venho aki.
    Continua escrevendo p si mesma :D
    :*

    ResponderExcluir
  2. como Ela , tenho que escrever para me salvar ....

    ResponderExcluir